Alta no preço do arroz pode fazer produtor aumentar área plantada na safra 2020/2021

09/09/2020

O preço recorde do arroz em casca deve estimular produtores a aumentar a área na safra 2020/2021, segundo monitoramento do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) da Esalq/USP.

Entre 31 de agosto e 8 de setembro, o indicador do arroz Esalq/Senar-RS, 58% grãos inteiros, com pagamento à vista, subiu 10,8%, fechando a R$ 104,17 pela saca de 50 kg na terça-feira (8/9) – recorde real histórico da série do Cepea (deflacionada pelo IGP-DI de agosto).

Pesquisadores afirmam que as altas seguem atreladas à demanda aquecida. Vale lembrar que orizicultores ainda avaliam os custos e receitas, assim como a perspectiva para o período de comercialização em 2021, para efetivamente decidirem a área a ser destinada ao cereal.

No Rio Grande do Sul, maior Estado produtor do grão, a área a ser semeada deve crescer 3,5% frente ao ano-safra anterior, podendo chegar a 969,2 mil hectares na temporada 2020/21, segundo o Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga).

Autor: REDAÇÃO GLOBO RURAL

Fonte: Revista Globo Rural

URL: https://revistagloborural.globo.com/Noticias/Agricultura/Arroz/noticia/2020/09/alta-no-preco-do-arroz-pode-fazer-produtor-aumentar-area-plantada-na-safra-20202021.html

TOPO