Confinamento de gado: Assocon revisa cenário de aumento em relação a 2017

19/07/2018

A segunda quinzena de julho e o mês de agosto podem definir melhor, mas a Assocon está informando que o confinamento não deve aumentar este ano em relação a 2017. A entidade relata que pesquisa realizada no mês de maio último apontava expectativa de crescimento de 12% no volume de animais fechados nesta temporada. “Entretanto, 19% do total de animais necessários não estão garantidos, pois alguns confinamentos ainda dependem de parcerias para engorda de parte dos animais prevista para 2018, caso dos boitéis”, diz a Assocon.

Segundo a entidade, as expectativas de rentabilidade pioraram de maio para julho, afetando o otimismo de antes.

Vejam o que diz Alberto Pessina, presidente do Conselho da Assocon: “Nos patamares atuais de preços, as intenções de confinamento se reduzem. Isso ocorre devido a inviabilidade nos custos de produção, ração cara e preços baixos da arroba no mercado futuro, dificultando principalmente para o os pequenos produtores. Ainda mais após um ano difícil como o de 2017."

E mais: O dirigente destaca que, dessa forma, “embora em números absolutos seja possível ter expectativa de crescimento, ele não é consistente, pois parte dos animais não está garantida e o custo da engorda no confinamento está em nível de paridade com os preços pagos pelo boi gordo, não havendo, assim, atratividade no momento para o investimento no confinamento”, diz Pessina.

Autor: POR SEBASTIÃO NASCIMENTO

Fonte: Revista Globo Rural

URL: https://revistagloborural.globo.com/Colunas/sebastiao-nascimento/noticia/2018/07/confinamento-de-gado-assocon-revisa-cenario-de-aumento-em-relacao-2017.html

TOPO